Na busca por mais agilidade e precisão no diagnóstico de câncer de pele, os dermatologistas não superaram o método de inteligência artificial.

De acordo com uma pesquisa realizada por um grupo internacional de cientistas, uma máquina é mais eficiente que os médicos na hora de descobrir se um paciente tem câncer de pele.

É isso mesmo que você leu! O estudo comparou diagnósticos de câncer de pele feitos por dermatologistas experientes a diagnósticos que foram obtidos por um método de inteligência artificial e concluiu que os médicos foram menos eficientes.

Em um dos testes, os médicos detectaram com precisão 86,6% dos melanomas, já o sistema de inteligência artificial conseguiu acertar 95% dos casos.

Inacreditável, não é mesmo?

Detalhando o estudo

O estudo foi publicado em 2018 na revista científica Annals of Oncology e liderado por Holger Haenssler, professor do departamento de Dermatologia da Universidade de Heidelberg, na Alemanha, e também teve participação de cientistas da França e dos Estados Unidos.

Foram utilizadas 100 mil imagens de melanomas para “treinar” uma rede neural convolucional (CNN, na sigla em inglês) a distinguir os tumores malignos e benignos.

Após o treinamento da máquina, os pesquisadores então compararam os resultados a diagnósticos de melanoma feitos por 58 dermatologistas de 17 países.

O resultado da pesquisa foi surpreendente

Mesmo divididos em dois níveis, os médicos falharam. No primeiro, eles detectaram com precisão 86,6% dos melanomas malignos, em média, e 71,3% dos melanomas benignos.

Já a inteligência artificial conseguiu detectar 95% dos tumores malignos e 82,5% dos tumores benignos.

No segundo nível, os médicos até que melhoraram o desempenho, mas ainda assim erraram mais: foram 88,9% dos tumores malignos e 75,7% dos melanomas benignos.

O que dizer desse resultado? Nem mesmo recorrendo a especialistas de 17 países deu certo. Será que tudo isso é falta de se preocupar com o que realmente importa?

Mesmo sendo uma pesquisa realizada no exterior, o reflexo no nosso país é evidente, é só analisarmos o panorama que veremos diversas falhas envolvendo a classe médica, principalmente na estética.

Gostou deste artigo? Então nos envie sua opinião que iremos respondê-las!

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.