Skip to main content

Biomédica Esteta Autônoma aumentou a renda em 10x

Essa Biomédica Esteta Autônoma começou a ganhar mais dinheiro depois da sua especialização. Conheça a história dela na íntegra.

Confie no processo. Ninguém chega longe de um dia para outro. E quando pensar em desistir do processo, lembre-se do seu propósito”. Najara Maurício Reus é uma biomédica esteta autônoma que tem uma carreira de sucesso na área da estética. 

E você vai conhecer a história dela a partir de agora.

Ela tem no currículo a graduação de Biomedicina na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Trabalha em duas cidades no Sul do país. E, por um desejo pessoal, começou a cursar Medicina na UNIVALI (Universidade do Vale do Itajaí).

O que vamos contar aqui é sobre a mudança de vida que ela teve ao se especializar na área estética. A biomédica fez a pós-graduação em Biomedicina Estética. Hoje tem uma renda que é 10 vezes maior do que quando trabalhava no laboratório.

Descubra como foi toda essa evolução na vida da Najara. E veja também como tem acontecido as mudanças referentes ao trabalho liberal para os profissionais da saúde.

O Curso de Pós-Graduação em Estética

Najara Maurício Reus fez Pós-Graduação em Biomedicina Estética de Porto Alegre (RS). “Lembro que entrei no curso cheia de expectativas, ansiosa para começar a trabalhar na área da Estética Avançada”.

O resultado ela começou a ver logo no início das aulas. “Fui percebendo o quanto a teoria aplicada era importante para uma boa prática como Biomédica Esteta”.

Atualmente, ela usa o conhecimento que adquiriu durante o curso. “Posso oferecer uma ampla gama de procedimentos, com segurança e tranquilidade, para todas as minhas pacientes devido ao aprendizado que tive na pós e pelo incentivo de continuar estudando”.

O trabalho atual da Biomédica Esteta Autônoma

A Najara trabalha em duas cidades do Sul do país: Itajaí (SC) e Xangri-Lá (RS). No currículo, carrega 10 anos de graduação e mais 8 de especialização, além de muita experiência. “Atuo com ênfase em procedimentos faciais, mas também faço tratamentos corporais”.

biomédica esteta autônoma

Ao mesmo tempo, a biomédica esteta autônoma cursa medicina. “Era um desejo pessoal”. E também é preceptora de estágio curricular supervisionado de biomédicos em especialização.

Você vai deixar a área estética? Quando a gente faz essa pergunta para a Najara, ela não titubeia em responder: “Mesmo após o término do novo curso que me propus a fazer, não penso em deixar a estética. É uma área muito gratificante”.

E ela explica isso ao mencionar a melhora da autoestima das pessoas. “Eu posso colocar a pessoa para cima, melhorar a qualidade de vida dela”.

Por que se Especializar em Estética

A biomédica conta que o que mais a motivou a fazer a especialização na área estética foi a possibilidade de ajudar as pacientes a se sentirem melhor através da Saúde Estética. “Essa é uma das poucas áreas da biomedicina que lidamos diretamente com pessoas“.

Só que para isso acontecer, ela precisava de teoria e prática.

Eu recomendo a dedicação nos estudos, a busca constante por conhecimento em fontes confiáveis, as atualizações e a inspiração de um bom mentor”.

A Evolução da Biomédica Esteta Autônoma

Sobre a mudança financeira, Najara conta que após a pós-graduação obteve ótimos retornos. “Hoje em dia eu ganho cerca de 10 vezes mais do que no início da carreira, quando trabalhava em laboratório ou mesmo na estética, mas antes da especialização”.

biomédica esteta autônoma

Ela conta que atua de forma autônoma, ao passo que presta serviço em uma clínica estética em Itajaí. Já em Xangri-Lá, tem sociedade com a mãe. Abaixo, vamos ver um pouco mais sobre essa forma de trabalho que tem se tornado cada vez mais comum na Área Estética.

E esse é só o começo. A biomédica esteta autônoma prefere não contar ainda quais os seus planos para o futuro, mas dá um spoiler. “Penso em investir ainda mais na área estética”. Então, vamos aguardar os próximos capítulos da história da biomédica. Enquanto isso, leia outros casos de sucesso.

O Biomédico como profissional liberal

O trabalho autônomo ou liberal é uma realidade na vida de muitos brasileiros. Ainda que não fosse comum na Saúde Estética, as novas normas têm mudado esse cenário. Tanto é verdade que a história da Najara representa isso. 

E o resultado foi bom: uma renda 10 vezes maior!

Para quem quiser saber mais sobre esse formato de trabalho pode pesquisar sobre a Resolução 319 do Conselho Federal de Biomedicina. O documento traz informações importantes sobre a regularização e as responsabilidades técnicas desse profissional.

E vale lembrar que como vimos nos tópicos anteriores, a Biomedicina tem ganhado cada vez mais importância. Ao passo que a área de estética se tornou uma possibilidade viável, especialmente por conta da flexibilidade e das vantagens do trabalho autônomo.

No site Biomedicina Estética a gente pode ver que um Biomédico Esteta chega a ganhar 2 vezes mais do que um analista clínico. Ao passo que o salário do profissional focado na estética passa dos R$ 10 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *