Um evento do Conselho Federal de Biomedicina reuniu nesta quinta-feira (7) mais de 60 profissionais da área para tratar de assuntos fortes e emblemáticos ligados à especialidade da biomedicina estética.

A presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética, Dra. Ana Carolina Puga esteve presente no evento e acompanhou de perto toda a discussão.

“Discutimos vários assuntos da categoria de biomedicina estética, estamos nos organizando para cada vez ser uma especialização mais forte e coesa”, explica a Dra. Ana Carolina.

Também estiveram presentes as Dras. Patrícia Olaya, Dra Jeanette Moussa, Dra Renata Volpe, Dra Gisele Alves, e várias alunas do Nepuga (Núcleo de Estudos Dra. Ana Carolina Puga) de Goiânia, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além de profissionais de outros estados.

O encontro foi conduzido pelo Conselheiro Dr. Frank Castro, que está à frente da Comissão de Estética do CFBM.

Frank Castro reforçou ainda a necessidade de união da classe, chamou a atenção dos biomédicos para a prática de procedimentos não autorizados pelo CFBM e disse que “tão logo os profissionais continuem exercendo e divulgando tais serviços serão autuados pela fiscalização do CFBM, que está atento a essas práticas”. Ele ressaltou “não admitir que essa área seja extinguida por conta da irresponsabilidade de um ou outro profissional que não está atuando de acordo com as normativas do Conselho”.

Na pauta figuraram, entre outros temas, assuntos pertinentes ao Plasma Rico em Plaquetas (PRP); Plasma Rico em Plaquetas e da Fibrina (PRF); Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos (L-PRF); Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) específico para a Biomedicina Estética e anestésico. O Dr. Frank Castro reforçou o cuidado do CFBM com a habilitação e ressaltou que há menos de um ano os profissionais se reuniram em Brasília para discutir, formular e implementar uma nova normativa, que estabeleceu os procedimentos para a atividade.

“O Conselho está atuando de modo a garantir todos os direitos já adquiridos pelos Biomédicos em todas as habilitações já regulamentadas. Na Biomedicina Estética não é diferente. Temos autonomia, qualificação e somos pioneiros nesse segmento. Vamos trabalhar sempre com responsabilidade, priorizando o cuidado com a saúde, a qualidade do trabalho, a união e o respeito dentro da categoria”, destacou Frank Castro.

^4146862F15739B667C423BD70F53827B0CBABC71B5E00530AD^pimgpsh_fullsize_distr

 

2 COMENTÁRIOS

    • Atualmente não existe legislação federal que o proíba de atuar com PRP, portanto, não seria um ato ilegal. Contudo, o CRBM tb não recomenda, a não ser que você use de forma combinada com microagulhamento. No entanto, não existe também algum portaria oficial do CFBM proibindo ou permitindo. o ideal é você consultar o próprio CRBM e pedindo formalmente todo embasamento em suas justificativas para sim ou não…

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...