Revista SHAPE publica artigo de Biomédico Esteta

O ultrassom traz o mesmo resultado de uma lipoaspiração, na eliminação da gordura localizada? Mito ou verdade? VERDADE Por quê? Existe um procedimento denominado Lipo sem Cirurgia que é utilizado um tipo específico de ultrassom cujo emite onda focada, chamado HIFU-High-Intensity Focused Ultrasound (ultra-som focado de alta intensidade) (Ultracontour), que destrói os adpocitos (células de gorduras) […]

O ultrassom traz o mesmo resultado de uma lipoaspiração, na eliminação da gordura localizada?

Mito ou verdade?

VERDADE

Por quê?

Existe um procedimento denominado Lipo sem Cirurgia que é utilizado um tipo específico de ultrassom cujo emite onda focada, chamado HIFU-High-Intensity Focused Ultrasound (ultra-som focado de alta intensidade) (Ultracontour), que destrói os adpocitos (células de gorduras) reduzindo a gordura localizada da área tratada no corpo do paciente. Trata-se de um procedimento biotecnológico não-cirúrgico, não-invasivo, não-doloroso e que permite o paciente a continuar normalmente com sua rotina de trabalho e social. Quando o procedimento é realizado por um biomédico capacitado e o paciente segue as orientações corretas, o resultado é semelhante ao da lipoaspiração cirúrgica. Digo que é semelhante, pois em cada sessão do procedimento perde-se em torno de 3000 calorias, equivalente a 300mg de gordura pura. O paciente não precisa se afastar de seus afazeres e pode inclusive associar uma academia junto ao tratamento melhorando ainda mais seus resultados. Em média os pacientes reduzem cerca de 4 a 10 cm totais de abdômen com 4 sessões do procedimento, isso é equivalente ao que se perde no final de 3 meses após recuperação de uma lipoaspiração. Então, a meu ver, os pacientes reduzem quantidades de gordura localizada equivalente ao da lipoaspiração, porém sem se afastarem de sua vida cotidiana. No entanto, o procedimento denominado por Lipo sem cirurgia tem suas limitações, sendo que pequenas regiões e localizações com a presença de glândulas, como na região mamária, pescoço, face, axilar, somente a lipoaspiração cirúrgica consegue alcançar. O que define os bons resultados são a correta identificação da gordura localizada, uma estratégia de tratamento personalizada e a contribuição do paciente. Existem outros tipos de ultrassons, que emitem ondas dissipadas, (manthus, hecus) que por sua vez, apenas alcançam o objetivo de esvaziar o adipocito, promovendo uma redução temporária de gordura localizada. Por isso, frizo que no caso em questão o importante é saber diferenciar quais dos ultrassons que estão sendo utilizados no tratamento.

Como o ultrassom age no organismo para quebrar a célula de gordura?

Como as ondas HIFU promovem uma vibração na região, ocorrendo uma oscilação forte na célula e conseqüentemente abrindo poros (buracos) na membrana desta célula, ocorre uma desestabilização, instabilidade, desequilíbrio da célula e essa acaba se rompendo. Isso leva a um extravasamento da gordura contida dentro desta célula, essa gordura agora no tecido intersticial irá sofrer ação das lípases (enzimas lipolíticas) e as moléculas de gorduras serão quebrados em pequenas partículas (acido graxo e glicerol) sendo esses conduzidos aos órgãos consumidores (músculos e fígado). Os ácidos graxos livres no sangue se associam a proteina albumina plasmática formando uma lipoproteína com destino a tecido consumidor (músculo e figado), onde o ac graxo se separa e penetram nas células e sofrem a β-oxidação (ciclo de lynen). O glicerol Será degradado somente no fígado, pois é onde se tem a enzima gliceroquinase.

Funciona para qualquer pessoa?

Sim, para homens e mulheres de todas as idades. Diabéticos podem fazer. Pessoas que desejam acelerar o emagrecimento para todos os fins inclusive pré cirúrgicos. Pessoas que desejam reduzir a gordura localizada e não querem parar de fazer suas atividades físicas. Tal procedimento auxilia no fortalecimento muscular para pessoas que malham regularmente. Pessoas que querem ter hábitos saudáveis e perder hábitos viciosos que levam ao acúmulo de gordura localizada. É um procedimento comprovado cientificamente, consagrado em mais de 40 países e com resultados constados pelos próprios pacientes.

Massagem redutora acaba com a gordura localizada?

Mito ou verdade?

MITO

Por quê?

Desconheço estudos científicos consistentes que comprovem tal realização. O que ocorre é uma pequena mobilização temporária do tecido adiposo. Dando a impressão de redução das medidas.

Qual o processo para que ela consiga eliminar a gordura?

Realmente, não tem nada que comprove a remoção de gorduras apenas com a manipulação das mãos, sendo real apenas a eliminação de líquido.

Quanto deve ser feito? É possível fazer sozinha ou precisa de especialista?

Toda massagem deve ser realizada por especialista, independente da ocasião.

Resolve de vez o problema?

Como foi dito acima, não há comprovações de tal efeito. Faça o download da máteria publicada: Revista SHAPE Edição 18 FEV 2011 carolcongresso Ma. Dra Ana Carolina Puga – Biomédica Esteta – CRBM: 5589 Presidente Fundadora da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética – SBBME

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2010-2021. Portal da Biomedicina Estética.
logo biomedicina estética