A turma 6 de Biomedicina Estética da unidade de Brasília finalizou neste final de semana a disciplina de eletroterapia

Alunas da pós-graduação em Biomedicina estética finalizaram neste final de semana a disciplina de Eletroterapia em Brasília. Certamente, uma das técnicas mais comuns e muito utilizadas em clínicas e procedimentos estéticos é a eletroterapia, que utiliza, através de aparelhos específicos, correntes elétricas de baixa intensidade

Nesta aula foi demonstrado quais são os diversos tratamentos estéticos e com muitas finalidades para resultados divergentes, de acordo com cada tratamento escolhido pelo paciente.

Confiram o que rolou nesse final de semana na turma 6 de Brasília:

  • bsb6
  • bsb6
  • bsb6
  • bsb6
  • bsb6
  • bsb6
  • bsb6

Eletroterapia na pós-graduação em Biomedicina Estética

Existem diversidades de correntes, que podem ser reproduzidas na eletroterapia, cada qual com particularidades próprias quanto às indicações e contraindicações. Mas todas têm o objetivo de produzir algum efeito no tecido a ser tratado, que é obtido através das reações físicas, biológicas e fisiológicas, que o tecido desenvolve ao ser submetido à terapia.

São os tipos de Correntes: Microcorrentes, Corrente Galvânica e Microgalvânica, além da Ionização que é feita junto com a corrente galvânica.

As pós-graduandas aprenderam a manusear o Ultrassom de alta e baixa potência e o Ultrassom HIFU (Ultrassom focalizado de alta intensidade).

O uso da Radiofrequência também foi abordado neste módulo como um método para trabalhar a parte vascular, hidratação tecidual e estimular colágeno com a radiofrequência, para que assim possa potencializar os tratamentos de rejuvenescimento, estrias e cicatrizes atróficas, além do uso correto da criolipólise que é uma técnica de congelamento da gordura.

Criolipólise: entenda o procedimento ensinado na aula de Eletroterapia na pós-graduação

Este tratamento é uma técnica que, através do resfriamento controlado e seletivo, reduz a gordura localizada com o auxílio de um equipamento, cujo os aplicadores são acoplados em diferentes partes do corpo.

Este dispositivo possui uma ponteira que realiza um poderoso vácuo, que promove a sucção da pele. Em consequência é iniciado o resfriamento intenso do local escolhido. A baixa temperatura controlada age danificando as células adiposas, que são mais sensíveis a temperaturas mais frias, sem causar danos biológicos a qualquer músculo, nervo e outras estruturas próximas provocando, assim, a “morte dessas células”.

Nós do blog Biomedicina Estética estamos felizes em saber que cada vez mais pós-graduandos estão finalizando as disciplinas na pós-graduação e indo rumo ao sucesso na área estética.

Biomedicina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here