Médicos não mais podem atuar com práticas da saúde voltadas ao anti-envelhecimento, anti-aging ou ortomolecular, pelo uso de hormônios bioidênticos e outras substâncias.

Como a biomedicina e a biomedicina estética podem se beneficiar com tal decisão?

anti-aging

Trata-se de mais uma resolução do CFM (Conselho Federal de Medicina), que direciona a prática da Medicina nos limites dos tratamentos de doenças e patologias.

 

Segundo o texto, tratamentos anti-aging e ortomolecular a base da reposição hormonal devem ser realizados somente quando houver um nexo causal entre a doença e a falta do hormônio.

Ou seja, tratamentos de fins estéticos ou de rejuvenescimento não mais poderão ser realizados por médicos.

 

A resolução também proíbe a prescrição de vitaminas, antioxidantes e dos chamados hormônios bioidênticos (com estrutura igual à do hormônio natural) com o apelo do antienvelhecimento.

 

Portanto, boa parte das farmácias magistrais não mais terão o médico como principal parceiro.

 

O CFM ainda prepara nova resolução para limitar a prática ortomolecular.

 

O LADO DA BIOMEDICINA

 

Fundadora da Biomedicina Estética e Presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética-SBBME, Dra. Ana Carolina Puga ressalta que a prática do anti-aging e da ortomolecular na biomedicina sempre foi de grande interesse à classe.

 

“Sulcos, rugas, lábios finos, manchas, celulite, estrias não têm CID e por isso a presença do biomédico esteta no mercado aumenta explosivamente a cada ano. Melhorar as condições metabólicas também é algo que o biomédico pode dominar com perfeição”.

 

Tratamentos da biomedicina estética associados aos tratamentos do anti-aging é uma combinação poderosa e vista por muitos biomédicos como possível e ideal.

 

Porém, mesmo que o uso biomédico dos hormônios bioidênticos sejam considerados como inofensivos, ainda carecem de maiores estudos técnicos-científicos e autorização do Conselho Federal de Biomedicina-CFBM.

 

Se o anti-aging for reconhecido, isso representará como mais uma grande revolução à classe biomédica.

Dra. Ana Carolina Puga ainda diz: “O trabalho em conjunto com nutricionistas estéticos-funcionais, o resultado do biomédico esteta melhora muito, pois o paciente passa a se alimentar melhor seguindo os princípios do anti-aging.”

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.

Deixe aqui seu Comentário

Login com: