Chá Verde: medicamento injetável proibido pela Anvisa

A Intradermoterapia ou Mesoterapia, tratamento utilizado na biomedicina estética, não mais poderá utilizar formulações contendo a Camellia Sinensis (chá-verde). A partir desta segunda-feira, dia 08/10/2012, passou a vigorar proibição aos medicamentos injetáveis à base de chá-verde produzidos por farmácias magistrais. O motivo que levou a ANVISA baixar resolução em diário oficial baseia-se na falta de comprovações científicas quanto […]
A Intradermoterapia ou Mesoterapia, tratamento utilizado na biomedicina estética, não mais poderá utilizar formulações contendo a Camellia Sinensis (chá-verde).

cha verde injetavelA partir desta segunda-feira, dia 08/10/2012, passou a vigorar proibição aos medicamentos injetáveis à base de chá-verde produzidos por farmácias magistrais.

O motivo que levou a ANVISA baixar resolução em diário oficial baseia-se na falta de comprovações científicas quanto a segurança e eficácia dos resultados atribuídos a tal substância.

Além disso, a Anvisa informa que foram identificadas propagandas na internet realizadas por profissionais da saúde, disseminando falsas ou sensacionalistas promessas do uso injetável (parenteral) do chá verde relacionadas ao emagrecimento, combate às gorduras localizadas associadas à comercialização altamente promocional e indiscriminada.

É sabido que inúmeros testes científicos revelam que o chá-verde possui substâncias capazes de contribuir no tratamento de doenças hemolíticas, doenças crônicas e na quimioterapia de câncer, devido às suas propriedades anti-oxidantes e quimioprotetoras.

Porém, não foram apresentadas pesquisas científicas comprovando resultados de emagrecimento em pessoas.

Tal suspensão tem validade imediata e por tempo indeterminado.

Nossas fontes de informações sugerem que a próxima substância na mira da ANVISA é o lipossoma de girassol, que passa por fase final de testes comprobatórios, para saber se continuará ou não sendo produzido em farmácias de injetáveis.

Resolução na íntegra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2010-2021. Portal da Biomedicina Estética.
logo biomedicina estética