O uso do PRP para rejuvenescimento genital é um tema inédito no Brasil

 

O palestrante internacional do IV Congresso Brasileiro de Biomedicina Estética, Dr. Adherbal “Herb” de Souza Neto, participou de um tira-dúvidas sobre a utilização de PRP para tratamentos capilares e rejuvenescimento dos genitais e seios, tema inédito no Brasil.

  • CURSO DE PRP-PRF E AUTÓLOGOS

O Dr. Herb carrega consigo mais de 20 anos de experiência na área da saúde, sendo 14 desses anos especializados em Saúde Estética.

Antes de se dedicar à estética, Herb trabalhou em várias UTIs hospitalares, em casa e em infusões. Em 2001, se especializou em botox, escleroterapia e estética pelo Eclectic Skin Institute.

Mais tarde, ele expandiu seus serviços estéticos ao receber certificação em preenchedores e volumizadores dérmicos, mesoterapia/lipodissolve, carboxiterapia, Microdermoabrasão, Plasma Rico em Plaquetas (PRP) e terapias avançadas de cuidados com a pele com o Esthetic Skin Institute.

O minicurso foi ministrado no dia 13 de outubro de 2016 e contou com grande público.

Veja agora o tira-dúvidas sobre utilização de PRP e fique por dentro do assunto.

A utilização de PRP faz a volumização e rejuvenescimento das partes íntimas, como isso é feito na prática?

O procedimento é SEGURO e EFICAZ. O desconforto é mínimo e geralmente tolerado com um bom anestésico tópico. O sangue é retirado de uma veia no braço do paciente, centrifugado e injetado em determinados pontos.

Com relação ao seios, para obter-se uma resposta mais rápida, pode-se usar um ácido hialurônico em conjunto. Para as partes intimas masculina o uso de uma bomba é aconselhável. Para a parte feminina, pode-se usar um “DIU”.

Nos EUA o uso do PRP é feito para aumentar os órgãos genitais?

Embora na parte masculina haja um efeito colateral que tende aumentar o pênis em aproximadamente (1.0-2.5 cm ou mais), o procedimento é usado para questões de impotência (ereção) e também ejaculação precoce. Na questão feminina, ajuda com incontinência relacionada ao stress, aumenta o prazer, e lubrifica.

Como o PRP atua no rejuvenescimento dos órgãos genitais?

Quando um procedimento faz o individuo retornar, ou mesmo despertar o prazer sexual, além de ajudar com outros problemas, o rejuvenescimento não é somente para os órgãos genitais, mas sim para o paciente holisticamente. O paciente sente-se mais seguro e atraente. Tende a melhorar suas relações intimas, o que faz parte de um todo. No caso feminino, pode-se também usar ácidos hialurônicos ou PRP para melhorar a parte externa (labiais). Hoje em dia, há muitos lasers ajudando com a aparência externa como o TermiVa ou outros competidores.

Como é a recuperação desse procedimento?

Não há propriamente dito um “downtime”. Por questão de segurança, peço para os pacientes não terem nenhum tipo de relação sexual no dia do procedimento, pois há sempre o risco da área ainda não ter completamente cicatrizado e causar infecção.

Entretanto, no dia seguinte, devem retornar a vida normal. Algumas mulheres sangram um pouco, mas nada excessivo. Pode ocorrer um pequeno hematoma no caso masculino (mais visível) porém nada que seja necessário uma grande intervenção. Os resultados são mais visíveis entre 3 semanas e 3 meses no caso feminino. No masculino, o processo é gradual e também observa-se a melhora nesse tempo.

Quais resultados os pacientes conseguem obter?

Como se pode esperar, o resultado da utilização de PRP varia de pessoa para pessoa. No caso masculino, por exemplo, pessoas que são fumantes ou usam alguma droga apresentam uma melhora menor. Há vários casos que as pessoas notam uma boa melhora e querem repetir o tratamento. Normalmente, mesmo com resultados não muito otimistas, aconselho a fazer dois tratamentos. Se não houver uma melhora significativa, indico outros tipos de tratamento. No caso feminino também ocorre o mesmo. Depende qual a razão para o tratamento.

É um procedimento muito procurado nos EUA?

O PRP em geral é bem procurado nos EUA. PRP Facial é o mais comum.  Capilar tem ganhado um bom espaço também, mais recentemente. Trabalho com PRP desde 2010 e na área de órgãos genitais desde 2012. Abordagem relacionada a partes intimas, geralmente ocorre com profissionais que lidam com a parte feminina, como é o meu caso. Trabalho na área de medicina estética e saúde feminina.

Essa é uma técnica segura? Quais seus riscos?

Além de sangramento, infeção que não deverá ser uma questão, pois devemos sempre tomar cuidado e evitar, não há problemas maiores. Há que saber onde injetar para não causar danos a nervos ou outros tecidos. O procedimento é bem aceito com apenas anestesia tópica.

Qualquer pessoa pode fazer?

NÃO!!! Primeiramente, o paciente deve sentir-se confortável com o profissional da saúde ou “practitioner”. Uma boa noção de anatomia masculina e feminina são essenciais. De preferência, um profissional da saúde do sexo masculino deve ter uma assistente do sexo feminino no local, para evitar problemas de assedio sexual. Para profissionais da saúde do sexo feminino, esse problema não ocorre, porém quando estiver lidando com pacientes do sexo oposto talvez deva ter uma testemunha presente. Não creio que pacientes aceitariam uma esteticista, mesmo que treinada, fazer esses procedimentos.

O curso que o senhor dará no congresso vai ensinar o que ao aluno?

Além de informar extensivamente sobre a utilização de PRP e seus usos na região genital e capilar, vou fazer demonstração prática em cada área num pós curso. No minicurso inicial, por razão do local, pretendo fazer demonstração pratica em relação aos seios. Para os que fizerem o pós curso, darei informações de pré e pós procedimento também para cada área especificamente, incluindo materiais e algumas “pérolas” que acumulei durante esses anos.

Saiba mais: Scrotox: botox para o saco escrotal

Então, gostou do artigo? Se sim, aproveite e invista nessa novidade que está revolucionando a saúde no Brasil e no mundo. Clique no banner e se surpreenda!!

  • CURSO DE PRP-PRF E AUTÓLOGOS

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

8 COMENTÁRIOS

    • Atualmente não existe legislação federal que o proíba de atuar com PRP, portanto, não seria um ato ilegal. Contudo, o CRBM tb não recomenda, a não ser que você use de forma combinada com microagulhamento. No entanto, não existe também algum portaria oficial do CFBM proibindo ou permitindo. o ideal é você consultar o próprio CRBM e pedindo formalmente todo embasamento em suas justificativas para sim ou não…

  1. Olá, sou graduanda em Biomedicina e o que eu quero é a área de estética. Pretendia fazer pós graduação fora do Brasil e trabalhar também, porém me informaram esses dias que fora do Brasil a atuação de um Biomédico é apenas para pesquisas. Essa informação é correta?

    • Paloma acho que agora entendi sua dúvida.

      No exterior, biomedicina, dependendo do país, o biomédico atua preferencialmente com pesquisa. Nos EUA nada impede de atuar com estética, mas o conselho de lá que tem que entender isso como área de atuação e interesse dos profissionais daquele país.

      Não se tem notícias de biomédicos fora do Brasil atuando com estética.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.