Plataforma vibratória pode contribuir na estética biomédica?

Quais são as contribuições da plataforma vibratória na estética biomédica? Nossos jogadores acabaram de fazer realizar uma partida de alta tensão contra a seleção do Chile na Copa do Mundo 2014 no Brasil. Foram mais de 120 minutos correndo e você sabe quantas calorias em média podem ser gastas num jogo como este? Segundo o […]
Quais são as contribuições da plataforma vibratória na estética biomédica? Nossos jogadores acabaram de fazer realizar uma partida de alta tensão contra a seleção do Chile na Copa do Mundo 2014 no Brasil. Foram mais de 120 minutos correndo e você sabe quantas calorias em média podem ser gastas num jogo como este? Segundo o Dr. Brian J. Sharkey, especialista em medicina do esporte, uma partida de futebol consome cerca de 9 a 11 kcal por minuto, em uma pessoa com uma média de 70 kg. Aceitando as variabilidades individuais, em uma partida gasta-se em média de 1000 kcal. Mas quem tem tanta disposição assim?

Plataforma vibratória na biomedicina estética

Numa clínica de biomedicina estética, centros de reabilitação e academias, nós biomédicos contamos com um aparelho que está ganhando cada vez mais empatia dos pacientes: a plataforma vibratória. A plataforma vibratória é um simulador de atividade que é combinado com o uso dos demais equipamentos biomédicos-estéticos para potencializar os resultados e consumo da gordura liberada pelo rompimento dos adipócitos. Segundo pesquisas científicas, meia hora de utilização da plataforma vibratória, gasta-se em torno de 400 a 500 kcal – equivalente a um treino de musculação tradicional.

Análises científicas em auxílio da estética

Pesquisas sobre obesidade já mostraram que as plataformas vibratórias funcionam bem comparadas a outros métodos de ginástica para perder peso – e um trabalho chama a atenção. Apresentado no 17º Congresso Europeu de Obesidade, o experimento revelou que as plataformas, associadas a uma dieta controlada, contribuem para a redução da gordura visceral, aquela camada adiposa que se acumula no abdômen e é bem difícil de ser reduzida. Os cientistas analisaram por seis meses um grupo de mulheres – as que fizeram dieta e ginástica perderam 7% do peso inicial e 17,6 centímetros de gordura visceral diante de 11% e 47,8 respectivamente das que se exercitaram na plataforma. Além de resultados comprovados na diminuição de retenção hídrica, combate a dores musculares e, um grande carro-chefe do equipamento, redução de celulites. Agora o paciente pode confiar nesta ferramenta, pois o tratamento estético recomendado pelo biomédico contribui para sua qualidade de vida e bem estar. Conte sempre com o biomédico para a sua saúde estética.

Dr. Felipe Ajala

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2010-2021. Portal da Biomedicina Estética.
logo biomedicina estética