↓Matéria Atualizada 24-07-2018↓

Polícia investiga outros dois casos recentes de morte após procedimento estético realizados por médicos

Após prisão do Dr. Bumbum, novos casos de mortes por PMMA surgem recentemente nas mídias televisivas de médicos que realizaram o procedimento estético em suas pacientes e tiveram complicações, levando a vida de outras duas pessoas inocentes.

Mas esperem! Não são os médicos que alegam ser de capacidade médica os procedimentos estéticos? Não são os médicos que brigam constantemente na justiça para barrar os procedimentos estéticos dos biomédicos, farmacêuticos, enfermeiros e dentistas? Não são os médicos que a todo momento buscam reserva de mercado pois são eles os profissionais capacitados para tal função?

Vocês já viram algum paciente morrer nas mãos dos profissionais estetas, tais como os biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos e dentistas? A resposta está bem diante de vocês. Nunca, se quer, vimos esses profissionais cometerem erros que ocasionam na morte do paciente, sabem porquê?

Porque são esses profissionais que buscam sempre se especializarem com uma boa pós-graduação em saúde estética, se preocupam em realizar cursos de especialização para obter mais segurança, e são esses profissionais que estão sendo impedidos, pela classe médica, de realizar procedimentos estéticos. É irônico, não? Os médicos matam por erro médico mais do que acidentes de trânsito.

O CFM não tem autarquia e vão perder o poder que acham que tem, pois existem conselhos que agem de má fé e não tem competência.

Pacientes morrem após procedimento estético nas mãos de médicos

Após o caso da bancária Lilian Calixto, de 46 anos que morreu após um procedimento estético para colocar um implante nos glúteos, outros dois casos semelhantes foram registrados na Delegacia da Barra da Tijuca.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando agora o mais recente caso: o de Adriana Ferreira Pinto, que também foi socorrida para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

Veja o vídeo:

A repórter foi bem enfática dizendo que medicina estética não é prática reconhecida pelo conselho da medicina! Pois a médica dizia ser especialista em medicina estética! Estranho, não?

Segundo o depoimento do marido, Adriana teria feito um procedimento cirúrgico estético em um consultório de Niterói, Região Metropolitana do Rio, no dia 16 de julho.

Ainda de acordo com familiares, ela passou mal na hora do almoço e também à noite, dizendo que estava com falta de ar. Foi levada para o hospital, mas chegou a unidade já sem vida.

O segundo caso foi o da modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos. De acordo com testemunhas, ela teria realizado um procedimento na última sexta-feira (20), nos glúteos, e passou mal logo depois. O que foi utilizado na modelo? PMMA? Mas a SBCP não diz que os médicos não podem aplicar esse produto para fins estéticos?

Segundo o depoimento do médico plantonista do Hospital Lourenço Jorge, ela já chegou morta à unidade. O caso também foi registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca).

A delegacia é a mesma que investigou a morte da bancária Lilian Calixto, no último dia 15. Ela morreu após fazer uma bioplastia nos glúteos na casa do médico Denis Furtado, o Dr. Bumbum.

É nítido que no Brasil a justiça só funciona desta forma, alguém tem que morrer para que eles coloquem a “mão na massa” diante dos inúmeros casos que possuem. Em menos de 1 mês três pacientes morreram após procedimentos estéticos pelos “semideuses-médicos” e entram para a estatística que cresce cada vez mais: ERRO MÉDICO MATA MAIS QUE ACIDENTE DE TRÂNSITO.

Mesmo tendo o registro cassado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) do Distrito Federal, o médico Denis Furtado conhecido como Dr. Bumbum, ainda pode atender

O médico só ficará impedido de exercer a medicina definitivamente se a cassação for confirmada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). De acordo com o assessor jurídico do CRM, Marco Antônio Medeiros e Silva, cabe recurso contra a cassação dentro do próprio órgão. Portanto, o processo ainda não foi encaminhado ao CFM.

“Ainda há espaço para a ampla defesa e o contraditório. Agora, se o registro for cassado de vez, não tem volta. Ele não poderá mais exercer a medicina no país.”

Na época, o CRM cassou o registro dele de forma cautelar, ou seja, antes do processo chegar ao fim, devido à gravidade das denúncias. Três meses depois, o médico conseguiu reverter a decisão na Justiça Federal, dá para acreditar nisso?

Médico sem especialização

Para atuar como cirurgião plástico, como fazia o Dr. Bumbum, a residência é obrigatória. São dois anos trabalhando como cirurgião geral e mais três anos fazendo apenas plástica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Bumbum não é especialista e realizava os procedimentos em local inadequado, como o que supostamente matou Lilian Calixto.

Um ex-chefe de Furtado afirmou ao G1 que, apesar de se identificar como cirurgião plástico, ele se recusava a fazer residência ou qualquer outra especialização para exercer a medicina.

Associação médica não dá atenção para o que está bem diante ao seu nariz

As associações médicas preferem “pichar” as outras classes, tais como: biomédicos, farmacêuticos, enfermeiros e dentistas do que se preocupar com o que realmente deve. Isso sim é uma falta de zelo, estão observando a vida dos outros ao invés de observar a vida dos médicos, que tem o CRM cassado e mesmo assim ficam atuando.

Não existe morte no registro dos biomédicos, farmacêuticos, enfermeiros e dentistas por procedimentos estéticos, portanto para que perseguir uma classe desse jeito, se na verdade o erro-médico mata mais que acidente de trânsito?

Dr. Bumbum é preso no Rio de Janeiro na tarde desta quinta-feira (19). O repercutiu em todo o Brasil após a morte da bancária Lilian Calixto.

O médico e a mãe estavam foragidos há 4 dias, após o homicídio. A bancária morreu após o procedimento estético para preencher os glúteos feito em uma cobertura na Barra da Tijuca. Em uma COBERTURA dá para acreditar?

O advogado do médico ainda teve a cara de pau para dizer que ele não pode ser julgado pois errar é humano. Oi? Como assim? Pimenta nos olhos dos outros é refresco, né?

A classe médica é a primeira a soltar liminares na justiça contra os biomédicos, farmacêuticos, enfermeiros e dentistas quando acontece algo de errado na estética e culpam toda a classe pelo erro de uma pessoa. Agora vem dar uma de coitado? É muito close mesmo!

Ah, antes de ser preso ele ainda teve tempo de soltar um vídeo no seu instagram alegando que foi perseguido e ameaçado por pessoas com fuzis e metralhadora, rápido assim? Estava é se borrando de medo, e ainda está na verdade.

Veja o vídeo:

Nos últimos anos, poucos médicos perderam o registro mesmo diante de tantas sucessivas mortes e erros médicos. Portanto, aguardaremos ansiosos e sentados, porque em pé vamos cansar, o CFM se manifestar sobre esse AUÊ todo.

Podemos ter a certeza de uma coisa: na cadeia, o Dr. Bumbum vai conhecer a real sensação de ser preenchido com substâncias (risos).

Saiba do caso

Mais um erro médico leva a vida de uma paciente, desta vez no Rio de Janeiro-RJ. O médico Denis Cesar Barros Furtado conhecido como “Dr. Bumbum” nas suas redes sociais, realizou o procedimento estético na bancária Lilian Calixto utilizando PMMA – um material que preenche volumes do tecido, usado em preenchimentos que alteram algumas formas do corpo.

A paciente morava em Cuiabá-MT e foi até o Rio de Janeiro após o médico mudar, de última hora, o local da cirurgia.

Na cobertura, participaram a mãe do médico que tem o CRM cassado, uma técnica de enfermagem e o próprio médico.

Maria de Fátima - cassado

  1. Denis Furtado, o Dr. Bumbum: ele não poderia trabalhar no Rio, porque só tem registro ativo nos conselhos regionais de Goiás e Distrito Federal. Está foragido
  2.  Maria de Fátima Barros, médica: a mãe de Denis também não podia atuar no Rio; seu registro foi cassado. Está foragida
  3. Renata Fernandes, a namorada: começou a cursar Técnica de Enfermagem, mas abandonou os estudos. Foi presa
  4. Rosilane Pereira da Silva, empregada: segundo a polícia, emprestava o nome para a abertura da clínica, que na verdade é um salão de beleza. Foi indiciada

Veja o vídeo:

Atendimento clínico no apartamento?

Isso mesmo! A cirurgia foi realizada na cobertura de um edifício, localizado na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro, dá para acreditar nisso?

Convenhamos que, as pessoas estão imaturas diante de situações iguais a esta. Vocês se submeteriam a realizar um procedimento estético em um apartamento?

Buscar informações antes de realizar esse tipo de procedimento é FUNDAMENTAL. Investigar a vida do profissional, buscar referências de pessoas que realizaram o procedimento estético, enfim, inúmeras possibilidades que infelizmente não foram pesquisadas pela vítima.

“Doutor Bumbum” já despertava desconfiança em pacientes antes da morte da bancária

Uma outra paciente, cuja a identidade não foi revelada, registrou uma ocorrência contra o médico no dia 1° de Maio após saber que faria a bioplastia de glúteos em uma cobertura na Barra da Tijuca.

Segundo fontes, a paciente fez uma avaliação antes da intervenção plástica no dia 28 de Abril e efetuou o pagamento de R$ 17 mil. A desconfiança começou quando a secretária do “médico” pediu para a paciente comprar passagens aéreas para ela e para o médico. Oi? Sério? Mesmo achando estranho, a paciente seguiu em frente.

O procedimento foi remarcado para o dia 1° de maio, mas a paciente não encontrou a clínica no prédio comercial. Foi então que uma Dra. Fátima ligou e disse que o procedimento seria realizado no apartamento. Foi então que a paciente estranhou a situação e solicitou o reembolso do valor pago e foi direto a delegacia de polícia e registrou a ocorrência.

Mas calma, por qual motivo as investigações não foram apuradas diante da situação e relato da paciente? Esperaram acontecer uma tragédia para que somente assim, iniciassem as investigações?

Qual é a história do chip de testosterona embaixo da pele? Por qual motivo a paciente quis receber um chip de testosterona? Qual a procedência desta testosterona? Direto da fonte às 22 horas? Qual será o tamanho deste chip que ela foi receber de baixo da pele? Foi esse o real motivo da morte?

Será que a agulha penetrou tão fundo assim para ocasionar a morta da vítima?

Agora, se o médico é casado, onde que a família estava? Ao que parece, na cobertura, local do ocorrido, mas a esposa do médico não estava lá no momento. Estranho, não? Está na cara que tem “caroço nesse angu”.

CFM e SBCP vão acobertar mais um caso?

Nos últimos anos, poucos médicos perderam o registro mesmo diante de tantas sucessivas mortes e erros médicos, não é mesmo?

Vale lembrar que o processo na justiça é público e decisivo, sendo que o juiz pode caçar o registro do médico com ou sem aval do CFM.

Esse caso gravíssimo que levou a morte de uma paciente, diante de um ERRO MÉDICO, será mais um dos casos engavetados pelo CFM e SBCP? Não haverá punições?

Os semi-deuses médicos que tanto desejam a reserva de mercado diante dos procedimentos estéticos, e que querem a todo custo tirar dos biomédicos, farmacêuticos e enfermeiros a atuação na estética porque alegam ser CAPACIDADE DOS MÉDICOS, são os mesmos que matam, por erro médico, mais que acidente de trânsito? Está certo isso?

Se a Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas (SBCP) se diz tão rigorosa, porque então não proíbe a aplicação de PMMA ou SILICONE LÍQUIDO aos médicos?

Por que os médicos corporativistas não fiscalizam seus colegas irresponsáveis ao invés de ficar cuidando da vida dos outros? Por que não vão fazer campanha para conscientizar a população sobre os riscos e perigos dos procedimentos que eles realizam ao invés de querer colocar em dúvida o exercício dos profissionais estetas.

Pelo contrário! Preferem fazer mal uso de seus poderes, recursos e etc para agir beirando a má fé em nome de interesses corporativistas em que nada defende a sociedade dos médicos maus qualificados.

Médico relata indignação nas redes sociais

Um médico, cuja a identidade não iremos revelar, postou em suas redes sociais a indignação ao ver que a medicina está perdendo para profissionais despreparados e principalmente para as redes sociais. Veja:

“Até onde vai essa medicina? Essa medicina com “m” minúsculo, de instagram, com currículos invejáveis, com médicos jovens tendo mais de 10 especialidades médicas. O próprio nome já diz: especialidade. Tem que ser especial, único, fazer o que poucos fazem, mas com prudência, ética, sabedoria e experiência adquirida em instituições sérias com ensino teórico e prático já bem estabelecidos. Não adianta querer praticar a medicina depois de aulas teóricas. Eu fico curioso para saber com quem esse menino, porque pra mim é um menino, aprendeu a injetar produto químico na bunda das pessoas em sua própria casa e em quais condições. Eu fico assustado ainda mais com as pessoas que acreditam nessa MEDICINA DE INSTAGRAM.”

Dra. Ana Carolina alerta profissionais quanto ao preenchimento corporal

Recentemente, nós do blog, publicamos um vídeo no qual a Dra. Ana Carolina Puga – Presidente da Associação Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME) deixa um alerta para os profissionais da saúde estética referente ao alto risco de complicação na aplicação de preenchimentos corporais:

“Nós da SBBME não recomendamos procedimentos de olheiras, glabelas e principalmente corporais. Todos esses procedimentos eles têm um alto risco quando realizado por qualquer profissional da saúde: médicos, dermatologistas e etc.”

Veja o vídeo completo:

Não pode ser coincidência que os melhores profissionais da saúde sejam pessoas humildes, serenas e bem resolvidas. Não há espaço para exibicionismo e arrogância na trilha pantanosa da incerteza e do imprevisto. Em todos os meus anos como profissional estetas, nunca encontrei um posudo que fosse, de verdade, um bom profissional. O convívio diário com a falibilidade recicla atitudes, elimina encenações, modela comportamentos e enternece corações. Tenho reiterado isso aos mais jovens: evitem os pretensiosos, porque eles, na ânsia irrefreável de aparentar, gastam toda a energia imprescindível para ser. E ficam assim, vazios”. – Dra. Ana Carolina Puga (Adaptado de J.J. Camargo)

Ou seja, falta de informação que não foi, não é mesmo? Buscar informações antes de realizar qualquer tipo de procedimento estético é fundamental para você se certificar sobre o profissional escolhido, sobre a clínica que irá realizar o procedimentos e outras importantes informações. Afinal, sua vida pode estar em risco nas mãos de profissionais amadores.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.