No dia 5 de novembro de 2015, em plenária realizada na sede do conselho Federal de Biomedicina, foi aprovada a normativa que autoriza biomédicos a realizar Procedimento Estético Injetável para Microvasos.

De acordo com o documento o procedimento deve ser realizado na quantidade máxima de 10 ml por sessão, por biomédicos estetas habilitados que possuam alvará de licença sanitária.

Popularmente chamados  de microvasos,  as telangiectasias surgem nas pernas, rosto, principalmente no nariz. Dificilmente representam um problema de saúde, e, na maioria das vezes, apenas um problema estético que incomoda as mulheres.

O tratamento é chamado de escleroterapia que pode ser química ou física.  Na escleroterapia química é utilizada uma injeção contendo uma substância que é aplicada no interior da veia, por meio de uma agulha muito fina, são as “aplicações”. Estas são dividas em sessões que variam em número de acordo com a quantidade de veias de cada paciente.

Para realizar o procedimento, o profissional deve ser capacitado em Procedimento Estético injetável para Microvasos, o PEIM.

Curso de Microvasos para biomédicos

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.