6 etapas para começar seu próprio negócio na Estética

Se você está pensando em iniciar seu próprio negócio na estética, é mais do que provável que sinta um misto de emoções entre nervosismo, entusiasmo e preocupação. Abrir seu próprio negócio é uma das coisas mais gratificantes, porém estressantes, que você pode fazer. Há muito em que pensar antes mesmo de começar a tratar os […]
próprio negócio na estética

Se você está pensando em iniciar seu próprio negócio na estética, é mais do que provável que sinta um misto de emoções entre nervosismo, entusiasmo e preocupação.

Abrir seu próprio negócio é uma das coisas mais gratificantes, porém estressantes, que você pode fazer. Há muito em que pensar antes mesmo de começar a tratar os clientes e seu sucesso dependerá de muito mais do que boa sorte e atendimento ao cliente excepcional.

Por esse motivo, nós separamos seis passos fundamentais para o sucesso a fim de ajudá-lo a se preparar adequadamente para começar seu próprio negócio na Estética. 

Etapas para começar o próprio negócio na Estética

1. Seja qualificado

Como profissional de saúde, você está perfeitamente posicionado para fazer a transição para o mercado da Estética. Isso graças à variedade de cursos e especializações que há na área que são perfeitamente feitos para você e para aqueles que podem se especializar em Saúde Estética.

Alcançar um bom nível de conhecimento e treinamento prático na administração segura de tratamentos, como a toxina botulínica e preenchimentos dérmicos, garante que você mantenha os padrões profissionais e forneça um nível excepcional de atendimento aos seus pacientes.

É de suma importância também conferir quanto  de aulas práticas, ou seja, as vivências clínicas você receberá no curso. A pós-graduação em Biomedicina Estética perfeita é rica tanto em aulas teóricas, quanto nas experiências práticas. Escolha sabiamente!

2. Determine o seu cliente-alvo

Passar algum tempo descobrindo quem é o cliente dos seus sonhos é o próximo passo mais importante.

Você quer atrair a sociedade mais exclusiva, com dinheiro para queimar e muitas conexões? Ou a sua paixão e propósito é tornar a estética acessível a todos e quer ter como alvo o cliente mais cotidiano?

Não há resposta certa ou errada aqui, você só precisa tomar uma decisão com base em quem você é e onde deseja estar no setor.

Você quer trabalhar em seu próprio consultório, com uma sala alugada em uma clínica, ou salão de beleza, ou vai trabalhar em casa ou em trânsito?

Todas essas perguntas o ajudarão a decidir para quem você fará o marketing, onde o fará, quem são seus clientes em potencial e também o orientarão quanto à forma de cobrança.

3. Defina o seu preço

Depois de descobrir quem são seus clientes-alvo, você está pronto para começar a pensar em quanto deseja cobrar.

Faça sua pesquisa de mercado e lembre-se de calcular quanto custará o procedimento, levando em consideração o produto estético, aparelhos, seu tempo e sua viagem – caso atenda em outros ambientes. Se você vai trabalhar em um consultório ou em um salão de beleza, leve em consideração suas despesas gerais, como aluguel e serviços públicos.

Embora seu preço seja importante, tente não fazer do preço seu principal argumento de venda.

Você quer uma base de clientes leais que sempre voltem e que te recomendem aos amigos por causa da qualidade de seus produtos, tratamentos e do nível de atendimento que você oferece, não porque você é o mais barato do mercado.

Concentre-se em agregar valor aos seus pacientes, dê-lhes uma ótima experiência e forneça resultados consistentemente e eles sentirão que você vale o dinheiro que pagaram.

4. Construa Seu Negócio

Você conhece sua base de clientes, está totalmente treinado e sabe quanto quer cobrar. Parabéns!

Agora o trabalho duro realmente começa. Primeiramente, é necessário que você seja habilitado pelo Conselho Regional de Biomedicina do seu estado. Após isso, você precisa registrar seu negócio, que pode ser definido como microempresa, micro empresário individual ou sociedade limitada (LTDA). Nesta etapa é onde você realiza a abertura de um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

Recomendamos que você fale com os seus colegas profissionais da indústria, bem como com um contador, para decidir o que é melhor para si e para a sua situação.

Dependendo de como você administrará seu negócio, determinará os equipamentos, suprimentos e consumíveis de que você precisará para administrar seu negócio de estética.

Certifique-se de conduzir uma pesquisa completa sobre os produtos estéticos disponíveis no mercado, embora você também deva obter uma visão sobre isso em seu treinamento básico por meio de percepções do setor fornecidas e prática direta de uso dos produtos.

O próximo passo é garantir que você tenha um sistema de reservas confiável, sistema de pagamento, termos e condições e a capacidade de coletar e armazenar os dados necessários do paciente, ao mesmo tempo que respeite a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Também é imprescindível ter a documentação correta para que você possa realizar um serviço seguro para cada um de seus pacientes – este portfólio deve incluir protocolo de consentimento abrangente, documentos de consulta, formulários de tratamento e aconselhamento pós-tratamento.

5. Conscientização da marca

Todos os blocos de construção para começar seu próprio negócio em estética estão em vigor, então é hora de divulgar seu nome e começar a ganhar dinheiro e construir sua reputação.

Concentre-se na aparência de seu negócio, pois a importância de ter uma marca clara que reflita seu mercado-alvo e abrace seus valores não pode ser subestimada.

Ao considerar a marca, pense na sensação e na atmosfera que você deseja para o seu espaço estético. Invista em uniformes e literatura de vendas, cartões de visita, cartões de compromisso e um site – junto com seus canais nas redes sociais – é fundamental para fidelizar sua marca.

A prova social é tudo, e seus pacientes em potencial verificarão cada uma de suas plataformas digitais antes de decidirem entrar em contato com você.

Simplesmente ter contas de mídia social não é suficiente – você precisa ser informativo, responsivo e engajado em todas as suas plataformas ativas para ajudar as pessoas a construir confiança.

Seus clientes também são uma grande fonte de mais trabalho; não apenas em termos de negócios repetidos, mas contando a seus amigos e familiares sobre você e deixando comentários. Nada é mais poderoso do que a propaganda boca a boca!

Se você tem uma área específica de especialização, procure oportunidades de enviar artigos ou trabalhos de pesquisa sobre o assunto escolhido para publicações do setor, com o tempo, isso ajudará a posicionar-se como um líder de pensamento e referência no setor de estética.

6. Desenvolvimento Pessoal e Profissional

Seus treinamento de nível básico, cursos e especializações lhe dará base sólida de onde você pode começar e desenvolver seu próprio negócio na Estética.

Para aumentar sua base de clientes e aumentar sua rotatividade, você precisará continuar aprendendo, se desenvolvendo, exibindo seu trabalho e aumentando o número de tratamentos estéticos que oferece.

O treinamento avançado em estética lhe dará uma compreensão mais profunda de uma ampla gama de tratamentos, e também há uma série de aulas especializadas para áreas de habilidades específicas, se você tiver um tratamento ou técnica particular que deseja aprimorar, como o trabalho com a cânula.

Através de cursos livres e até mesmo por meio de plataformas online é possível agregar mais valor ao seu currículo e aprender cada vez mais dentro da sua área de atuação na Estética. Além disso, é essencial que os certificados, tanto de cursos livres como da sua pós-graduação, sejam emitidos por uma Instituição de Ensino Superior (IES) credenciada pelo MEC.

Caso ainda não tenha certeza para qual área gostaria de entrar, uma maneira simples (e gratuita) de fazer pesquisas de mercado é perguntar à sua base de clientes existente. Isso não só lhe dará a confiança de que a necessidade de começar o seu próprio negócio na Estética existe, mas também um elemento de garantia de que você terá os clientes necessários para tornar os novos serviços bem-sucedidos – ajudando a compensar os custos investidos no treinamento e nos produtos.

O mercado da Estética é muito gratificante e lucrativo e, com sorte, armado com esse conhecimento, você estará pronto para dar o primeiro passo em direção ao trabalho autônomo e a um novo futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2010-2021. Portal da Biomedicina Estética.
logo biomedicina estética