Muitos biomédicos estão demonstrando um olhar de preocupação com o futuro da biomedicina estética mediante a recente decisão tomada pela justiça federal em relação à Acupuntura. 

Muitos biomédicos estão demonstrando um olhar de preocupação com o futuro da biomedicina estética mediante a recente decisão tomada pela justiça federal em relação à Acupuntura. Ao que parece, apenas o tratamento de doenças através da Acupuntura foi vedado para a Farmácia. Estamos sempre solidarizando com nossos colegas biomédicos, farmacêuticos e demais profissionais da saúde e estaremos sempre ao lado do nosso Conselho de Classe que já se manifestou em relação a tal decisão.

 

 

Muitos biomédicos estão demonstrando um olhar de preocupação com o futuro da biomedicina estética mediante a recente decisão tomada pela justiça federal em relação à Acupuntura. Ao que parece, apenas o tratamento de doenças através da Acupuntura foi vedado para a Farmácia.

 

Estamos sempre solidarizando com nossos colegas biomédicos, farmacêuticos e demais profissionais da saúde e estaremos sempre ao lado do nosso Conselho de Classe que já se manifestou em relação a tal decisão.

 

Vide: ACUPUNTURA – DECISÃO JUDICIAL. Nota do Conselho Federal de Biomedicina.

 

Como o nosso compromisso assumido publicamente é o de assegurar pleno exercício e competências biomédicas na área da estética,  nós da SBBME dividimos com vocês as mesmas preocupações e trabalhamos todos os dias para criar os alicerces de nossa habilitação.

 

Quando o projeto da Biomedicina Estética foi desenvolvido pela Dra. Ana Carolina Puga e depois aprimorado pelo CFBM e CRBM-1, alguns pontos preventivos foram considerados:

 

Os procedimentos estéticos da Biomedicina Estética:

·      respeitam as competências biomédicas estabelecidas pelo CFBM;

·      respeitam as competências das Esteticistas e demais classes da saúde;

·      não servem de instrumento para a promoção de atos privativos de qualquer natureza;

·      valorizam a atuação multiprofissional no setor;

·      tratam dos tecidos saudáveis e questões relacionadas ao biopsicossocial dos indivíduos;

·      oferecem riscos controlados;

·      independem da intervenção de outros profissionais da saúde;

·      independem de medicamentos controlados;

·      independem de procedimentos cirúrgicos;

·      independem de diagnósticos nosológicos;

·      possuem comprovações científicas;

·      são reconhecidos e incentivados pela SBBME;

·      respeitam o rigor das leis vigentes no Brasil e ANVISA;

·      respeitam os preceitos da OMS;

 

Estas são as principais razões pelas quais acreditamos que qualquer profissão da área da saúde não tem argumentos plausíveis para tornar os procedimentos de fins estéticos como ato privativo da maneira que estão tentando fazer com a Acupuntura e como pretendem fazer com tudo na área da saúde por meio do projeto Lei do Ato Médico, pois esta sim representa uma verdadeira ameaça à saúde como um todo!

 

Estamos passando por um momento na história em que é preferível haver a união interna entre os biomédicos, incluindo também todas as demais classes da saúde!

 

A Biomedicina Estética continua sendo uma opção segura e de ótima inserção no mercado de trabalho ao biomédico.

 

 anaca

Dra. Ana Carolina Puga – CRBM: 5589

Presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética – SBBME

 

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.