Doutor Bumbum está em liberdade e continua atuando com cursos na área da medicina

Preso em julho de 2018 pela morte da bancária Lilian Calixto, o médico Denis Furtado, famoso Doutor Bumbum, tem uma nova profissão, mas totalmente envolvida com medicina. Agora ele ministra cursos de capacitação para médicos e profissionais de saúde.

Não, você não leu nenhuma piada ou fakenews. Após passar seis meses preso e agora em liberdade, Denis ganha a vida dando cursos de capacitação para médicos e profissionais de saúde em uma sala no Shopping Downtown, na Barra, mesmo local onde funcionava seu consultório.

Doutor Bumbum teve seu registro cassado e em abril deste ano o Conselho Federal de Medicina (CFM) manteve a cassação, com unanimidade de votos. Mas alguma coisa aí não faz sentido!

Em entrevista para o Jornal Extra, Denis, que se diz inocente das acusações de homicídio doloso, disse que seus cursos capacitam os profissionais em “estética médica, terapias hormonais, ortomolecular e medicina integrativa no geral”.

Ele ainda informa que as turmas são pequenas para que o aluno tenha toda a atenção, além da oportunidade de hands on. Sim, pessoal, HANDS ON. 😱😱

Claro que, segundo ele, quem pratica é o aluno, apto para isso por conta do diploma de médico. Será mesmo? É quase impossível, não é verdade?

Os absurdos não param. Ainda em entrevista, Doutor Bumbum diz que utiliza como material livros que escreveu, mas nunca publicou e que a o fim do curso o aluno ganha um certificado.

Sobre a procura, o médico garante que é grande, tanto para o curso, quanto para a realização de procedimentos. Denis diz que quem o procura, sabe da “verdade” sobre a história de Lilian Calixto.

CREMERJ se manifesta sobre caso envolvendo Doutor Bumbum

É claro que o Jornal Extra procurou os conselhos de medicina para buscar respostas para este absurdo. Afinal, como um médico responsável pela morte de uma mulher linda e saudável pode, agora, ministrar aulas na área que ele errou?

Procurado, o Conselho Federal de Medicina (CFM) não se manifestou sobre o assunto. E será que vai se manifestar?

Já o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro se manifestou e foi audacioso. Em nota, CREMERJ informou:

“Não cabe ao Conselho, a partir do momento em que o registro de Denis Furtado foi cassado pelo Conselho Federal de Medicina, emitir qualquer opinião a respeito de atividades que ele venha exercendo, já que ele não é mais médico, sem direito a recurso. Logo, qualquer atividade que ele exerça no campo profissional da medicina em território nacional é ilegal e criminoso, devendo, então, ser investigado pela Polícia”.

O teor dessa nota só mostra o quanto o medicina está preocupada com o que acontece com a saúde pública. Só que não!

Conselhos não estão preocupados com atuação de seus profissionais

Com tantas coisas que a medicina precisa reavaliar dentro da própria classe, como os formados em medicina, que pelo visto só são problema do conselho quando tem um registro, pois sem registro são pessoas NORMAIS e o conselho não se responsabiliza por suas ações. Eles ficam implicando com todas as outras classes, e não se preocupam, de fato, com o mal que a população está sofrendo nas mãos de “médicos” sem registro no CFM.

Vivem chamando os demais conselhos de INCOMPETENTES e IRRESPONSÁVEIS enquanto o próprio CREMERJ reage desta forma perante a um caso sério como este.

Ou seja, não fiscalizam os próprios profissionais e muito menos precavem os malefícios que os formados em medicina sem registro vem causando à população. Isso já ficou claro!

Bom, se os formados em MEDICINA NÃO SÃO PROBLEMA DELES, nós, que nem formados em medicina, também não deveríamos ser problema deles, concordam?

É inacreditável como pode existir um conselho que só serve para ver o que as outras profissões “praticam” em estética, pois isso sim prejudica a população (do ponto de vista MÉDICO), mas acobertam erros e erros que seus profissionais fazem, pois esses talvez não prejudicam a população, dá para acreditar? São ridículos!

Doutor Bumbum ainda é processado por morte de Lilian Calixto

Lilian Calixto Doutor Bumbum

Denis Furtado foi preso pela morte da bancária Lilian Calixto, paciente dele em um procedimento estético de bioplastia nos glúteos.

Bioplastia de glúteo consiste na aplicação da substância PMMA para conseguir maior volume em determinada parte do corpo.

Lilian procurou Denis pois ele se intitulava Doutor Bumbum e, no universo das redes sociais, era um especialista em postar fotos de “antes e depois” das suas pacientes.

Como falamos, Denis ficou seis meses preso e, por decisão da Sétima Câmara Criminal do Rio, a prisão foi substituída por medidas cautelares, como a proibição de se ausentar da comarca do Rio e do país sem autorização judicial.

É isso, pessoal. Parece que nada consegue parar o Doutor Bumbum. Ficamos na expectativa que a Justiça ainda seja feita. Afinal, a família de Lilian Calixto sofre dia após dia com a perda da mãe.

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

2 COMENTÁRIOS

  1. O CRM caçou o diploma dele! Ou seja, fez a sua parte.
    Ele não pode mais atuar. A partir do momento que ele foi “expulso” da classe, qualquer infração é denunciada e investigada pela MP e PF ! Ridículo é cada publicação que esta página faz tentando denigrir outra classe da saúde. Você não consegue redigir um texto sem insultos ?

    • Pq vc não vai nos posts da classe médica reclamar o mesmo quando eles insultam denigrem e desqualificam os profissionais da saúde? Por que vc já tem um preconceito e opinião formada é?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.