Segundo a Organização Mundial de Saúde, doenças cardiovasculares. Que geram a insuficiência cardíaca, são as que mais matam no mundo, 31% de todas as mortes a nível global.

O combate à insuficiência cardíaca agora tem uma nova aliada. Sim, uma molécula desenvolvida no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) poderá aumentar a qualidade de vida e trazer longevidade para pessoas que sofrem com a doença.

Essa nova molécula deve abrir caminho para o desenvolvimento de novos medicamentos capazes de frear a evolução da doença de maneira mais eficaz do que os já disponíveis. Maravilhoso, não é mesmo?

Segundo o ICB, o tratamento com Samba, como é conhecida a nova molécula sintetizada no instituto, freou a progressão da insuficiência cardíaca em animais.

Resultados da pesquisa

Em ratos que possuem a doença e tratados por seis semanas com a molécula apresentaram não só uma estabilização da doença, mas ainda tiveram regressão do quadro. Os animais tiveram melhora na capacidade de contração do músculo do coração.

Além disso, os pesquisadores ainda testaram Samba em células cardíacas humanas. É isso mesmo que você leu!

Para surpresa de todos (ou não rs) os resultados mostraram que, além de frear o avanço da doença, houve melhora da capacidade dessas células se contraírem.

Tanto a pesquisa, quanto a nova molécula sintetizada foram descritas em artigo na Nature Communications.

A Nature Communication trata sobre ciências naturais e é uma das principais revistas acadêmicas do mundo. Na publicação são abrangidos assuntos relacionados à física, química, às ciências da Terra e biologia.

Sobre a insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca é o último estágio de diversas doenças cardiovasculares, enfermidades que mais matam no mundo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 17,7 milhões de pessoas tenham morrido por doenças cardiovasculares em 2015, representando 31% de todas as mortes em nível global.

A doença pode ser causada por um infarto mal tradado, hipertensão, e problemas em alguma válvula do coração.

Então, gostou deste artigo? O papel do biomédico é realmente importante para o desenvolvimento de novas fórmulas contra doenças do nosso dia a dia. Deixe sua opinião!

Parabéns aos pesquisadores!

Fonte: Agência Brasil

Deixe aqui seu Comentário

Login com:

Loading Facebook Comments ...

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário aqui!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.