Mercado da Estética ainda está em alta

Em meio a uma crise econômica, em que o Brasil atravessa desde o ano passado, com números cada vez maiores de desempregos e de empresas que fecham as portas, um dos setores que mais movimentaram a economia do país e que continua crescendo é o mercado da estética. Crescimento do mercado da estética A procura […]
Em meio a uma crise econômica, em que o Brasil atravessa desde o ano passado, com números cada vez maiores de desempregos e de empresas que fecham as portas, um dos setores que mais movimentaram a economia do país e que continua crescendo é o mercado da estética.

Crescimento do mercado da estética

LIP1nepugaA procura crescente pelos profissionais da estética tem aumentado pois dados revelam que além de ter sido defendida por especialistas e meios de comunicação como fator essencial para uma autoestima saudável, qualidade de vida e bem-estar, a queda da autoestima relacionada a fatores econômicos, contribuem para que as pessoas queiram melhorar sua imagem como forma de recompensar este momento que atravessam ou até mesmo para buscar um novo emprego, já que a aparência bem cuidada contribui para este fim.

Números do mercado da Beleza e Estética

O Brasil é o terceiro mercado mundial da beleza. As empresas do setor continuam investindo em inovação. A ABIHPEC, Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos projeta a estimativa de consumo de R$ 50 bilhões para este ano. Este é um forte indicador que o mesmo com a crise econômica, vale o investimento. O encerramento de empresas no setor de beleza e estética representa apenas  3,7% enquanto o fechamento de empresas nos setores de negócios tradicionais chegam a 24,9%.

Profissionalização

A profissionalização é indispensável para conseguir sucesso na área da estética. Realizar uma especialização em Saúde Estética para atuar no mercado é de extrema importância e necessidade. O mais sensato é que o profissional busque uma instituição séria, que ofereça aulas práticas para que ele se sinta confortável e segura para exercer a profissão. AlessandraFreitasAlessandra Freitas de Araújo, biomédica, trabalhou em laboratório, depois de formada em Biomedicina. Porém, não tinha reconhecimento e buscou na estética uma oportunidade profissional. “Meu salário não era satisfatório, queria mudar. Comecei a pesquisar sobre a Estética e em todos os artigos voltadas à Biomedicina Estética, o nome da Drª Ana Carolina Puga estava presente.  Procurei o Nepuga, por ser o melhor curso voltado na área e também porque teria oportunidade de aprender com a pioneira, que tornou tudo isso possível. Me formei na primeira turma do Nepuga, na turma de São Paulo. Lá a´rendi não só na teoria, mas na prática, o que me tornou uma profissional mais segura. Hoje tenho minha clínica e é nítida a diferença em relação a reconhecimento, não só financeiro mas, principalmente profissional”, diz. ^1F02179F11D5FD053964B7A0EADA50B88EC4C4591B28DEE169^pimgpsh_fullsize_distr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2010-2021. Portal da Biomedicina Estética.
logo biomedicina estética