Nós, do blog Biomedicina Estética, soubemos a repercussão da matéria publicada na semana passada sobre o caso da Jornalista Priscilla Aguiar. Diante disso, viemos colocar o nosso ponto de vista sobre o ocorrido e a declaração sobre a matéria.

Entenda o artigo publicado

Nossa matéria (“Jornalista escapa de necrose após rinomodelação“) foi escrita com base nas provas que tínhamos em mãos, e infelizmente não tivemos acesso as demais fotos da jornalista, as mesmas que ela recentemente publicou em sua rede social.

  • Caso Necrose Nariz Priscilla Aguiar
  • Caso Necrose Nariz Priscilla Aguiar
  • Caso Necrose Nariz Priscilla Aguiar
  • Caso Necrose Nariz Priscilla Aguiar
  • Caso Necrose Nariz Priscilla Aguiar

    Destacamos que na data a qual publicamos o artigo e, nas datas descritas nas informações que tivemos em mãos, não havia necrose ainda somente uma aparente infecção. Caso tenha evoluído para necrose, isso poderia ser de responsabilidade da equipe médica que a acompanha. Contra fatos não há argumentos!

    A necrose pode ser causada por infecção e ou isquemia dos vasos, mas por obstrução da artéria angular o laudo afasta completamente essa possibilidade e foi justamente o que os médicos que a atenderam alegaram.

    A única hipótese com 99,9% de certeza que publicamos em matéria anterior foi que NÃO HOUVE obstrução da artéria angular do ramo facial.

    Tivemos sim acesso ao PRIMEIRO laudo médico da jornalista, ou seja, o laudo da entrada no hospital, onde não indicava ainda uma necrose. E ressaltamos que não tivemos acesso aos demais laudos de evolução no decorrer do tratamento. Portanto, não podemos alegar algo que não temos, não é isso?

    NUNCA, em hipótese alguma, descartamos a possibilidade de evolução da necrose nos tecidos conjuntivos, já que aparentemente o tecido superficial da pele do nariz havia se recuperado por completo pelas próprias imagens e relatos que foram apresentados em mídia.

    Decidimos não dar ênfase na matéria anterior sobre a possibilidade de evolução para necrose, pois estávamos muito otimistas com o tratamento médico. Porém, naquela época, ao consultar especialistas, a evolução poderia sim ser para a necrose, dependendo muito da estratégia de tratamento adotado.

    Estamos também sensibilizados com o ocorrido, e se for tudo como a jornalista relata, lamentamos que nem mesmo estratégias como antibióticos, câmara hiperbárica e os melhores médicos do estado tiveram condições para restaurarem a totalidade dos tecidos.

    É vastamente sabido que na maioria dos casos de intercorrências ocasionadas na região nasal por preenchedores de quaisquer naturezas (AH/PMMA/Metacril), infelizmente, há uma grande probabilidade de não reverter totalmente, deixando marcas e cicatrizes.

    Nós temos sim a esperança de que a jornalista se recupere e compreenda que outras pessoas, profissionais, profissões e empresas não têm qualquer relação direta ou indireta com o infortúnio dela.

    Deixamos claro também que entendemos a infelicidade da vítima, mas nós do blog não temos nada a ver com esse problema em si. Somente a jornalista e a profissional que realizou tal procedimento são responsáveis por isso.

    Até a equipe de médicos, que está a disposição para realizar um serviço de atividade-meio, não tem por obrigação garantir a restauração por completo de todo dano estético.

    Rinomodelação não indicada para ninguém

    Já declaramos aqui no blog, inclusive a Dra. Ana Carolina Puga recentemente concedeu uma entrevista ao Jornal O Globo falando sobre o procedimento com ácido hialurônico, conhecido como rinomodelação.

    Confira os vídeos no post: “Dra. Ana Carolina Puga em defesa da biomedicina estética no Jornal O Globo” e saiba quais procedimentos estéticos não são recomendados pela Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME).

    Assim como a Jornalista Priscilla Aguiar decidiu vir a público expor o caso dela servindo como exemplo para que isso nunca mais ocorra com ninguém, na reportagem do Jornal O Globo a única associação e representante de classe que condenam esse tipo de procedimento é da Biomedicina Estética. É totalmente contraindicada a rinomedelação realizada por quaisquer profissionais que atuam com estética, sejam biomédicos ou não.

    Estão julgando e caindo matando em cima da classe biomédica, mas agora vocês podem se perguntar: Quantos casos gravíssimos de erros estéticos cometidos por médicos e que levaram vários pacientes a óbito, sequelas, deformidades e amputação passaram despercebidos ou que, não ganharam a repercussão que deveria?

    Esperamos que a Jornalista tenha uma boa recuperação e que assuma a postura de não recomendar a ninguém esse tipo de procedimento, pois não são só os biomédicos estetas, mas todos os demais profissionais da saúde também habilitados pelo conselho de classe não deveriam fazer. Mas somente os Conselhos de Classe que têm competência para proibir essa prática.

    Declaramos que a jornalista está de certa forma, prejudicando profissionais que não tem nada a ver com o caso dela. Agora, a classe médica, ou “semideuses médicos”, estão se passando por “santos ou salvadores da pátria”, sabendo que são eles que cometem mais erros estéticos levando vários pacientes a óbito, estranho não é mesmo?

    Sinceramente desejamos uma boa recuperação para a colega Jornalista!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.