Dra. Ana Carolina Puga tem ajuda especial para ministrar aula do Nepuga em São Paulo

Neste sábado (13) a Dra. Ana Carolina Puga teve uma ajuda muito especial para ministrar a aula de toxina botulínica e preenchimento para a turma SPO 11 do Nepuga de São Paulo.

Alice, 4 anos, a mini assistente do dia roubou a cena com sua doçura. Sobrinha de uma das alunas da pós de biomedicina estética,  ela “ajudou” a Dra. Ana a dar aula do dia.

“Foi uma ajuda muito especial, amei!”  ressaltou em sua rede social no Facebook a Dra. Ana Carolina Puga.

Durante o sábado a Dra. Ana também visitou a turma SPO 14 e ficou muito feliz de poder conversar com as alunas, trocar informações, conhecimento e ainda tirar fotos no intervalo das aulas.

“A Alice amou a Nepuguetty e me disse que queria muito mostrar para as amigas dela”, comentou a Dra. Ana Carolina.

Veja abaixo uma galeria de imagens de como foram as aulas de Sábado no Nepuga São Paulo com a presença de Alice e da Dra. Ana juntas.

  • Nepuga - São Paulo

    Nepuga - São Paulo

    Dra. Ana Carolina com alunos

  • Nepuga - São Paulo

    Nepuga - São Paulo

    Alice, sobrinha de uma das alunas do curso

  • Nepuga - São Paulo

    Nepuga - São Paulo

    Dra. Ana Carolina tem mini assistente por um dia com a presença de Alice, sobrinha de uma de suas alunas.

  • Nepuga - São Paulo

    Nepuga - São Paulo

    Dra. Ana Carolina e alunos, turma SPO11.

  • Nepuga - São Paulo

    Nepuga - São Paulo

    Alice, sobrinha de uma das alunas do curso de pós-graduação do Nepuga se distrai com as modelos Nepuguettys.

  • Nepuga - São Paulo

    Nepuga - São Paulo

    Dra. Ana Carolina Puga e sua mini assistente Alice, neste final de semana.

Pos Graduação Biomedicina Estética

Decisão do STJ que julga a acupuntura como não sendo exercício de medicina, ajuda a estética

O STJ, através do Ministro Nefi Cordeiro, julgou no dia 3 de março de 2016 que a acupuntura não é exercício ilegal da medicina:

O exercício da acupuntura por indivíduo que não é médico não configura o delito previsto no art. 282 do CP (exercício ilegal da medicina, arte dentária ou farmacêutica). Não existe lei federal prevendo que a acupuntura é uma atividade privativa de médico (art. 22, XVI, da CF/88).

Assim como na acupuntura, a estética vem no meio esteio de discussão, em que também não existe lei federal prevendo que a estética seja uma atividade privativa de médico, segundo a Constituição Federal.

Essa jurisprudência, por analogia jurídica, traz mais um reforço na segurança do exercício ao biomédico na estética.

Fonte: (Decisão na íntegra)

Morre renomado cirurgião plástico Ivo Pitanguy

Morreu neste sábado (6) aos 93 anos o cirurgião plástico Ivo Pitanguy.

Ele sofreu uma parada cardíaca em casa, segundo informou sua assessoria. O funeral aconteceu no Memorial do Carmo ontem (7).

Um dia antes o cirurgião empunhou a tocha olímpica em uma cadeira de rodas na Gávea, zona Sul do Rio de Janeiro.

Pitanguy é reconhecido mundialmente como uma das maiores autoridades em cirurgia plástica. Além da carreira médica, se destacou como escritor. Foi eleito imortal pela Academia Brasileira de Letras em 11 de outubro de 1990 e ocupava a cadeira 22.

Carreira cheia de lutas e conquistas para o cirurgião plástico

No final da década de 40, a cirurgia plástica ainda não era reconhecida como uma especialidade, e os jovens cirurgiões encontravam muita dificuldade em adquirir o conhecimento necessário para a prática da profissão. Os obstáculos motivaram Ivo Pitanguy a participar de um concurso do Instituteof Internacional Education. Contemplado com uma bolsa de estudos, partiu para Cincinatti, em Ohio (USA), na condição de cirurgião residente do Serviço do Professor John Longacre, no Bethesda Hospital.Na mesma época, frequentou a Mayo Clinic, em Minessota, e o serviço de cirurgia plástica do Dr. John Marquis Converse, em Nova York. De volta ao Brasil, e com a criação do 1º Serviço de Cirurgia de Mão na América do Sul após a temporada na América, Pitanguy foi imbuído pelo desejo de pôr em prática a experiência adquirida. Apesar das dificuldades estruturais encontradas no país, atuou na 19ª enfermaria como chefe do Serviço de Cirurgia da Santa Casa – o primeiro de cirurgia de mão em toda a América do Sul –, devolvendo dignidade e esperança a muitos pacientes carentes e vítimas de deformidades.

Quando voltou para o Brasil, Pitanguy percebeu que o exercício da cirurgia plástica ainda era incipiente no país. Trabalhou incansavelmente para tornar a especialidade mais conhecida e respeitada, atuando como chefe do Serviço de Queimaduras e de Cirurgia Reparadora do Hospital Souza Aguiar. Depois passou a chefiar o Serviço de Cirurgia Plástica e Reparadora da Santa Casa, ainda agregado à 19ª enfermaria.

Entre todas as suas lutas, sempre esteve engajado em distribuir conhecimento e levar o atendimento de cirurgia plástica aos menos favorecidos economicamente.

FONTE – Clínica Ivo Pitanguy

Pos Graduação Biomedicina Estética

Aluna do Nepuga realiza estudo comparativo de técnicas para tratamento de hiperidrose

A pós-graduanda em Biomedicina Estética Dra. Caroline Birkan Hubner do Nepuga (Núcleo de Estudos Dra. Ana Carolina Puga) realizou um estudo comparativo das técnicas de iontoforese e toxina botulínica para o tratamento de casos de hiperidrose (excesso de suor em determinadas partes do corpo). O estudo foi realizado como Trabalho de Conclusão de Curso para sua especialização na cidade de Curitiba.

Segundo a pesquisa, A hiperidrose pode ser definida como sudorese excessiva e incontrolável que ocorre na ausência de causa discernível, também é determinada como uma hiperfunção das glândulas sudoríparas.

[restrict]

A terapia física por iontoforese, apesar de ser pouco difundida, é uma técnica segura e eficaz para o tratamento da hiperidrose.

A iontoforese é uma corrente de baixa frequência, conhecida também como corrente contínua, a corrente galvânica. Em seu modo de iontoforese ela é utilizada para permeação de ativos, sendo eles cosméticos ou não, ou seja, para facilitar a entrada desses princípios ativos através da barreira espessa que é a pele, porém, seu elevado número de sessões para obtenção do controle da sudorese é apontado como fator limitante da técnica. Já a terapia com toxina botulínica também possuí indicação de tratamento para esse tipo de problema, por sua eficácia, especialmente em tratamentos localizados. A única desvantagem vem do alto custo das injeções.

A ação da iontoforese é conhecida como administração transdérmica de radicais químicos que recebem estímulos de corrente galvânica de baixa intensidade (corrente direta), portanto trata-se de uma terapia física, onde através da pele íntegra quando se estabelece um gradiente de potencial de corrente, íons fluem por caminhos de menor resistência. Alguns estudos demonstram a utilização da técnica de iontoforese adicionando ao ânodo, substancias anticolinérgica, como brometo de glicopirrônio, metilsulfato de poldina ou brometo de hexopirrônio. Os mesmos relatam efeitos aparentes mais rápidos e duradouros, contudo em razão dos efeitos adversos relatados (irritação de membranas da cavidade oral, dificuldade de acomodação, retenção urinária e/ou dor abdominal) essa obra recomenda que a utilização da iontoforese seja realizada puramente com água de torneira e sem a adição de agentes anticolinérgicos.

Qual tempo médio de uma sessão de iontoforese

Uma sessão de iontoforese deve possuir duração média de 10 a 20 minutos, a frequência das sessões variam de acordo com o grau de sudação do paciente, em alguns casos é necessário a realização diária, até ser atingido o nível para manutenção (uma vez por semana). Contudo normalmente o tratamento inicia com 3 ou 4 sessões por semana. Em casos de hiperidrose palmo-plantar, as mãos e os pés podem ser tratados simultaneamente. Atribui-se aos ânodos maior eficácia do que aos cátodos, consequentemente, a direção da corrente deve ser alternada durante a sessão.

Toxina botulínica e sua ação no tratamento da hiperidrose

A toxina botulínica tem a propriedade de inibir a liberação da Acetilcolina na junção neuromuscular, logo bloqueia a transmissão sináptica, consequentemente gera desnervação química e funcional, tanto nos músculos estriados e lisos, quanto nas terminações nervosas das glândulas sudoríparas. Tornando-se assim uma ferramenta eficaz no tratamento de áreas locais com hiperidrose, por ocasionar cessação temporária da transpiração.

Segundo a pesquisa, a utilização da toxina botulínica para o tratamento da hiperidrose envolve a aplicação de múltiplas injeções intradérmicas na área afetada. O teste do iodo amido deve ser realizado anteriormente às aplicações por servir de marcador preciso das glândulas hiperativas. As injeções devem ser espaçadas entre 1 e 2,5 centímetros de distancia, a agulha deve ser curta e fina (30G de 4mm, preferencialmente) as doses variam entre os produtos comerciais da toxina botulínica.

O estudo de Caroline concluiu que tanto a iontoforese como o uso da toxina botulínica para o tratamento da hiperidrose que afeta principalmente axilas, mãos e pés, são eficazes, pois diminuem o suor excessivo. Usando a iontoforese o estudo mostrou que os resultados estão cada vez mais eficientes e o método é isento de efeitos colaterais, mas é necessário um alto número de sessões para regular a hidrose, por isso essa técnica tem baixa adesão de pacientes.

A técnica parece ser a melhor escolha para o tratamento da hiperidrose na população pediátrica e nos pacientes que apresentam intolerância a injeções e a dor.

Já a terapêutica com toxina botulínica, apesar de se mostrar bastante eficaz em um espaço prolongado de tempo, apresenta ainda custo bastante elevado, fazendo desse, fator limitante. É particularmente útil no tratamento da hiperidrose focal, em especial nas axilas, na região plantar e inguinal. A aplicação da TB na região palmar, em razão da área de superfície, requer maiores doses do que nas aplicações axilares. A técnica de aplicação palmar requer atenção e cuidados especiais, pois alguns dos efeitos colaterais, como dor e fraqueza muscular são relevantes.

Os efeitos colaterais e as complicações da aplicação da toxina botulínica na hiperidrose são temporários e pouco frequentes. Apesar de ser um tratamento seguro, a técnica por muitos pacientes é considerada como dolorosa.

Quem quiser saber mais detalhes pode acessar o conteúdo completo clicando aqui.

[/restrict]

Pos Graduação Biomedicina Estética

Biomédico, Dr. Bactéria participa de case de marketing de sucesso

O biomédico Roberto Martins Figueiredo, mais conhecido como Dr. Bactéria, teve papel importante em uma campanha de marketing que tinha como objetivo aumentar as vendas de leite UHT. O consumo desse tipo de leite caiu drasticamente depois de denúncias de adição de água oxigenada e soda cáustica nos produtos da Parmalat, então líder nacional nesse mercado.

O resultado foi publicado pelo próprio Dr. Bactéria ontem (3) à tarde em sua rede pessoal, Facebook.

A Betânia, uma produtora de leite aproveitou a figura do Dr. Bactéria e o fez percorrer a empresa para mostrar o seu processamento de produção de leite em todos os estágios. Como ele é um biomédico de credibilidade, logo os resultados alcançados surtiram um efeito muito positivo nas vendas.

A campanha foi classificada pelo VP de Marketing da Tetra Pak (fornecedora de embalagens) para a América Latina como sendo a campanha cooperada de melhor resultado nos seus 19 anos de atuação na companhia. A campanha, que mais tarde viria a ser a mais premiada na história do GP Verdes Mares/Globo, além da recuperação imediata das vendas do Leite Betânia, proporcionou um crescimento da ordem de 35% em 60 dias de veiculação. Ao final do ano, o case Bactéria foi apresentado na Convenção Mundial da TetraPak realizada em Nova Deli, República da Índia, como exemplo de case de melhores práticas globais na administração de crise.

Pos Graduação Biomedicina Estética

Dra. Ana Carolina Puga vai ministrar curso de Botox avançado e preenchedores em Ribeirão Preto

A Dra. Ana Carolina Puga, presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética e diretora pedagógica do Nepuga (Núcleo de Estudos Dra. Ana Carolina Puga) vai ministrar o curso de Botox Avançado e Preenchedores em Ribeirão Preto no próximo dia 31 de agosto.

“Neste curso o profissional da área de estética terá a experiência de conhecer e aplicar 94 pontos de toxina botulínica A e preenchedores dérmicos, com a mais segura metodologia, testada e aprovada, obtendo resultados satisfatórios em seus pacientes”, explica a Dra. Ana Carolina.

O curso tem todos os materiais necessários para aplicação do treinamento inclusos e o aluno ainda leva a Nepuguetty, o modelo para que o estudante possa praticar o método de marcação desenvolvido pela Dra. Ana Carolina Puga.

As práticas Hands On acontecerão entre os alunos e pacientes modelos. O aluno pode levar o paciente no qual irá praticar e também pode contratar a aplicação do professor em si mesmo.

Confira todo o conteúdo programático que o curso irá abordar:

 Hiperhidrose Capilar e demais áreas do corpo;
 Afinamento nasal;
 Correção do efeito Malévola ou Mefisto;
 Lifting face superior;
 Liquid lifting com Toxina Botulínica;
 Afinamento facial;
 Efeito Nerfetiti;
 Código de barra;
 rejuvenescimento de lábios, contorno, projeção e volume;
 Comparativo das 3 principais marcas de Toxina Botulínica;
 3 Tipos de Preenchedores – Ácido Hialurônico, Hidroxiopatita de Cálcio, Acido-L-Poli-Lático;
 2 dias de HANDs ON com muita prática em pacientes reais e entre os próprios alunos;
 Registro fotográfico;
 Prontuário de atendimento facial, anamnese, termos de consentimentos e modelo de contrato com pacientes;
 Dicas para desenvolvimento de negócios.
 Neste curso o aluno aprende a manusear cânulas.
Serão abordadas as possíveis complicações e as possíveis formas de reversão e tratamentos.

O curso ainda vai ensinar elevação da ponta nasal com o uso de preenchedores, melhora do ângulo da mandíbula, código de barra, lóbulo da orelha, elevação do canto da boca, temporal, tratamento das linhas e rugas de pescoço, entre outros pontos para rejuvenescimento da área da face e do pescoço.

O curso de Botox avançado é voltado para os biomédicos estetas, farmacêuticos estetas, enfermeiros estetas, dentistas, médicos e universitários dessas áreas mencionadas.

BANNER CURSO DE HARMONIZAÇÃO FACIAL AVANÇADO NEPUGA

 

 

Nepuga vai ganhar nova sede na cidade de Goiânia

O Nepuga (Núcleo de Estudos Dra. Ana Carolina Puga) vai ganhar uma sede própria na cidade de Goiânia para anteder as alunas dos cursos de pós-graduação em biomedicina estética e cursos livres.

Assim como Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte tiveram seus espaços completamente reformulados para receber as alunas, o projeto da unidade de Goiânia já está em andamento.

A estrutura da escola irá ganhar espaço personalizado para realização das aulas teóricas e práticas e o espaço seguirá o modelo de funcionalidade e conforto já apresentado nas outras unidades.

A sede de Goiânia também vai contar com a área da Clínica Acorporalle, que terá atendimento de pacientes-modelo e ajudará o aluno a ter o gostinho de como é montar o seu próprio negócio em estética depois de terminar a pós-graduação.

As unidades do Rio de Janeiro e de São Paulo já estão funcionando nos novos espaços e os alunos cariocas e paulistas ficaram deslumbrados com os detalhes da sede. Veja abaixo um vídeo sobre o que a aluna achou da unidade do Nepuga do Rio de Janeiro e a galeria de imagens conceituais de como ficará a nova sede de Goiânia.

O Nepuga

O Nepuga é a instituição pioneira em Pós-graduação dos cursos de Biomedicina EstéticaFarmácia Estética, Enfermagem Estética e Saúde Estética, além de oferecer  cursos livres para os profissionais da área. Foi fundada pela Dra. Ana Carolina Puga, considerada Mãe da Biomedicina Estética e presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética e está presente em mais de nove estados do país.

Pos Graduação Biomedicina Estética

Vitória da Saúde! Novo Ato Médico é arquivado

Na noite desta segunda-feira, 01/08, o Projeto de Lei de Senado nº 350/2014, uma ementa da Lei nº12.842, de 10 de julho de 2013, onde a senadora e autora Lúcia Vânia (PSB-GO), limitava procedimentos estéticos apenas aos médicos, foi ARQUIVADO pelo Congresso Nacional.

Com esta decisão, os profissionais da saúde da área estética como biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos e dentistas que estão devidamente habilitados às técnicas, PODERÃO CONTINUAR ATUANDO com injetáveis e procedimentos perfurocortantes.

Dra. Ana Carolina Puga comenta decisão de arquivamento da Ementa do PL do Ato Médico

De acordo com a Dra. Ana Carolina Puga, biomédica, pioneira da Biomedicina Estética no Brasil e Presidente Fundadora da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME), o arquivamento deste projeto, que ainda têm suas causas desconhecidas, foi uma surpresa, mas mostra a força da união da classe dos profissionais de saúde não médicos e o apoio da população.

Ela também ressalta que a decisão do arquivamento fomentará mais o setor da saúde estética. “A decisão irá aquecer ainda mais o mercado da estética e beleza, pois os profissionais poderão continuar investindo em sua formação e exercer com mais qualidade suas funções, o que significa um crescimento em nossa área de atuação”, afirma a biomédica.

Intervenção dos Médicos Dermatologistas na Ementa do Ato Médico

Segundo a Dra. Ana Carolina Puga, a especialidade de médicos dermatologistas, por circunstâncias de benefícios próprios, foi a mais favorável a Ementa do Ato Médico.

Veja a nota na íntegra:

Tanto para nós biomédicos estetas, quanto para todos os demais profissionais da saúde estética ficou bem nítido o interesse da Dermatologia na área estética única e exclusivamente por reserva de mercado. Não permitem que os próprios colegas médicos atuem com a medicina estética, não conseguem resolver os problemas internos da própria casa (classe) e querem porque querem dar palpite na vida dos vizinhos (profissionais da saúde). São profissionais corporativistas que não aceitam a realidade de conviver em pluralidade e diversidade.

Nem mesmo outras especialidades da medicina estavam tão interessadas nesta briga por exclusividade médica em todos os âmbitos, até o CFM foi contra o projeto de lei do ato médico! Entre eles não há consenso quanto aos médicos atuarem com procedimentos estéticos, muito menos, jamais apoiariam os dermatologistas a terem direitos exclusivos de aplicar procedimentos perfurocortantes/injetáveis/escarificantes. Imaginem se apenas os médicos fossem responsáveis em realizar os procedimentos injetáveis?  O caos na saúde que isso iria gerar?

Agora com esta novidade, e o ATO que CAI por terra, a dermatologia terá que engolir o crescimento e sucesso da biomedicina estética, ou seja, ou eles aceitam os biomédicos, dentistas, enfermeiros, farmacêuticos como concorrentes ou terão que ficar restritos nas doenças, perebas, câncer de pele e outros.

A dermatologia não tinha outra cartada, nenhuma outra falsa esperança além do novo e espúrio projeto lei do ato médico para impedir o crescimento de nós, Biomédicos Estetas. Agora eles não têm mais nenhum recurso, mais nenhum argumento, ou seja, terão de nos aceitar.

Aproveito para dar um recado e convocar todos os Biomédicos e estudantes de Biomedicina que estiverem lendo esta matéria: estarei apresentando novas campanhas da SBBME no Congresso Nacional, como o verdadeiro significado de “DIREITO DA PELE” e o verdadeiro sentido de “PELE SAUDÁVEL”. Vamos pra cima!

Compareçam no CBBME 2016 e venham conferir as novidades da Biomedicina Estética, Terapia do Envelhecimento Saudável para Biomédicos e as novidades das campanhas para que sejamos ainda mais fortes e unidos!

Confira na íntegra o final feliz da tramitação do Ato Médico no Senado!